Novidades

3 de março de 2017

IRRIGAÇÃO LOCALIZADA – VANTAGENS E DESVANTAGENS

IRRIGAÇÃO LOCALIZADA

 

A irrigação localizada nada mais é do que a aplicação de água no solo diretamente sobre a zona radicular das culturas em pequenas quantidades, porém, durante um longo período de tempo. Esse processo deixa o solo com umidade ideal para o desenvolvimento da planta. A aplicação da água diretamente no solo de maneira “pontual” torna esse método bastante eficiente, o que possibilita ao produtor alcançar uma ótima utilização dos seus recursos hídricos. Outro aspecto importante é que a água não irá cobrir totalmente o solo, mas apenas parte dele, se comparado com outros métodos de irrigação.

 VANTAGENS DA IRRIGAÇÃO LOCALIZADA

  • Polidade de controle rigoroso da quantidade de água fornecida às plantas;
  • Os sistemas são usualmente semi-automatizados ou automatizados, necessitando uma menor mão-de-obra para o manejo do sistema.
  • Reduz a incidência de pragas e doenças e o desenvolvimento de ervas daninhas
  • Possibilita o cultivo em áreas com afloramentos rochosos e/ou com declividades acentuadas
  • Excelente uniformidade de aplicação de água

 DESVANTAGENS DA IRRIGAÇÃO LOCALIZADA

  • Ainda possui custo inicial elevado
  • Potencial de entupimento dos emissores pela deposição de partículas minerais

e orgânicas

 IRRIGAÇÃO POR GOTEJAMENTO

Nesse sistema, a água é levada sob pressão por tubos, até ser aplicada ao solo através de emissores diretamente sobre a zona da raiz da planta, em alta freqüência e baixa intensidade. Possui uma eficiência na ordem de 90%. Tem, no entanto um elevado custo de implantação. É utilizado majoritariamente em culturas perenes e em fruticultura, embora também seja usado por produtores de hortaliças e flores, em especial pela reduzida necessidade de água, comparado aos demais sistemas de irrigação. Pode ser instalado à superfície ou enterrado, embora esta decisão deva ser tomada analisando-se criteriosamente a cultura a ser irrigada.

 

 IRRIGAÇÃO POR MICROASPERSÃO

A microaspersão possui uma eficiência maior que a aspersão convencional (90%), sendo muito utilizada para a irrigação de culturas perenes. Também é considerada irrigação localizada, porém, a vazão dos emissores (chamados microaspersores) é maior que a dos gotejadores.

 

Irrigação sobrecopa, os emissores são, normalmente, posicionados a cada duas plantas, não havendo problemas de interferência dos troncos como na aspersão subcopa. Os emissores de maiores vazões apresentam menos problemas de entupimento e tempos de irrigação menores, requerendo, contudo, maior custo inicial, por exigirem tubulações de maior diâmetro e motobombas de maior potência. Sempre que possível, as tubulações devem ficar suspensas na parreira, evitando-se cortes por enxadas ou danos por máquinas e animais.

IRRIGAÇÃO POR XIQUE-XIQUE

Método não convencional de irrigação sob pressão, que usa tubos de polietileno perfurados à mão, cobertos (os furos) por luvas dispersoras.Usado em pequenas áreas. A irrigação “Xique-Xique” é proposta devido a aspectos como, tipo de solo, custos da instalação, topografia do terreno, simplicidade do manejo e da instalação. Este método não exige elevado nível de conhecimento técnico, utiliza mão de obra local, possuindo alta eficiência no uso da água, sendo capaz de estabilizar a produção de culturas frutíferas e de subsistência, em pequenas áreas (< 1 ha). Com a repartição da água, conforme mostrado no esquema abaixo fica favorecida a difusão lateral de água permitindo o consorciamento de culturas alimentares (Ex: feijão, milho).

 IRRIGAÇÃO SUBSUPERFICIAL

Atualmente, as linhas laterais de gotejadores ou tubos porosos estão sendo enterrados, de forma a permitir a aplicação subsuperficial da água. A vantagem desse sistema é a remoção das linhas laterais da superfície do solo, o que facilita o tráfego e os tratos culturais, além de uma vida útil maior. A área molhada na superfície não existe ou é muito pequena, reduzindo ainda mais a evaporação direta da água do solo. As limitações desse sistema são as dificuldades de detecção de possíveis entupimentos ou reduções nas vazões dos emissores.

 

Irrigação subsuperficial, Mais recentemente, a cobertura de plástico tornou-se parte integrante de muitos sistemas de irrigação por gotejamento. Ao dispor camadas de plástico sobre os campos, o horticultor pode melhorar as condições em que vivem suas plantas.

 

Dicas

Enviar Mensagem

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *